segunda-feira, 27 de junho de 2016

Benchmarking Brasil mostra o ativo sustentável das organizações - suas boas práticas

triple-bottom-line1No mundo corporativo, muito se fala em sustentabilidade, mas as práticas não acontecem com o mesmo vigor ou com a mesma qualidade do discurso. 

As organizações se mostram interessadas nas políticas sustentáveis, mas nem todas conseguem colocá-las em prática com a excelência necessária.  

O lastro (comprovação do ativo) da sustentabilidade está exatamente nas boas práticas que trarão resultados a organização nos pilares social, ambiental e econômico. 

Sem práticas, ou melhor, sem práticas com excelência gerencial, não se constrói nenhum ativo. E aí entra o Programa Benchmarking Brasil com sua metodologia de certificação focado na excelência do Modus Operandi das boas práticas.  

Benchmarking Brasil - o contra ponto ao greenwashing

people_profit"Um filtro criterioso por qual passam poucas organizações", diz Marilena Lavorato sobre o Programa Benchmarking que idealizou há 15 anos.  "O resultado de quase uma década e meia comprova que o discurso está desconectado da prática. Muito discurso, pouca prática, e menos ainda quando avaliada com olhos de especialistas", finaliza. 

Nesta semana, dia 30/06,  o Programa realizará sua 14a edição, onde cases de boas práticas que foram certificados por especialistas de vários países com metodologia reconhecida pela ABNT serão apresentados em seminário e conhecido suas pontuações e classificações no Ranking em solenidade.  E assim, o Programa segue prestando sua grande contribuição a sociedade na medida em que expõe o ativo "sustentável" das organizações de forma criteriosa e confiável. 

Programação XIV Bench Day

CONVITE BENCH_2016_programa_30_06_local_m

Sobre o Programa Benchmarking Brasil:

Bench_louro_verde_2016_pO Programa Benchmarking se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com metodologia própria reconhecida pela ABNT, reconhece, certifica e compartilha as melhores práticas socioambientais das instituições brasileiras. Já certificou 339 práticas de 182 instituições de 26 diferentes ramos de atividades. 

Com aproximadamente 200 especialistas de 22 diferentes países participando da comissão técnica, o programa se tornou uma plataforma de inteligência coletiva em sustentabilidade. Hoje, a iniciativa conta com 1 modalidade âncora (Benchmarking Senior) destinado ao público corporativo e 5 modalidades paralelas (Benchmarking Junior, Benchmarking Indicadores, Benchmarking Artes, Benchmarking Pessoas, e Hackathon MAIS) destinado ao público jovem, artistas e personalidades ativistas. Além das organizações, o Programa trabalha com outros públicos para fortalecer o movimento das boas práticas junto a sociedade brasileira.

Todo este conhecimento aplicado produzido pelos especialistas atuantes em sustentabilidade são compartilhados em publicações especializadas e eventos técnicos. Além do Banco Digital de práticas disponível na internet, são 03 livros publicados (BenchMais 1, 2 e 3) e mais de 60 encontros técnicos realizados, além de 11 edições da Revista Benchmarking (versões eletrônica e impressa) que são distribuídas gratuitamente para público interessado nesta temática. Em 2013, o Programa foi o grande vencedor, 1o colocado, na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara Brasil Alemanha. 

Em 13 edições já realizadas construiu e detém o maior banco de boas práticas socioambientais certificadas e com livre acesso do país. É considerado a fotografia da gestão socioambiental brasileira registrando seu nível de maturidade e evolução em sustentabilidade.

A XIV edição do Programa Benchmarking Brasil conta com apoios importantes, tais como: Institucional:  TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) e do IAPMEI – Parcerias para o crescimento do ministério de economia do governo de Portugal. Divulgação: diversos portais e revistas especializadas em sustentabilidade tais como: Envolverde, Pensamento Verde, Acionista, RSOPT (Rede de Responsabilidade Social das Organizações de Portugal), e Revista Meio Ambiente Industrial. Acadêmico: Escolas Profissionalizantes Centro Paula Souza, IFSP e Senai SP, e as Universidades Anhembi Morumbi, Uninove e Mackenzie, parceiros nas modalidades Benchmarking Junior e Hackathon MAIS. 

O XIV Bench Day, ocasião em que se apresenta o Ranking Benchmarking dos legítimos da sustentabilidade 2016 se realizará nos dias 29 e 30 de junho no Hall Nobre e auditório do Tribunal Regional Federal da 3a Região – Av. Paulista, 1842 – 25o andar, em São Paulo/SP. Veja programação do XIV BENCH DAY, Aqui

São Paulo, 27 de Junho de 2016
Assessoria de Imprensa
(11) 3257-9660/  3729-9005
benchmarkingbrasil.com.br

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Caçadores de Boas Práticas

bestp

Na semana do meio ambiente, e em especial o momento em que brasileiros vivem, achamos oportuno resgatar um dos artigos publicados no volume 3 da série BenchMais - As melhores práticas socioambientais do Brasil de autoria de sua idealizadora Marilena Lino A. Lavorato. Trata-se de um artigo que fundamenta a importância da educação e da ética para construção de sociedades mais sustentáveis. 
Benchmarking Brasil: Exemplos que educam, práticas que transformam
Benchmarking é uma ferramenta de gestão que promove a melhoria contínua por meio do compartilhamento das melhores práticas.   Adotado com frequência por gestores e lideranças corporativas porque bebe diretamente na fonte do conhecimento aplicado (e testado) e se aprende com quem tem excelência no que faz. 
Mas para se praticar “Benchmarking” é preciso ter espirito colaborativo e a consciência de que a troca de experiências bem sucedidas gera competitividade para todos. Benchmarking floresce em ambientes proativos e se instala em empresas transparentes e comprometidas com a melhoria contínua de seus processos e práticas. Benchmarking cria um circulo virtuoso onde todos ganham.  Faz a gestão do conhecimento e desenvolve a inteligência coletiva.
Mas quando falamos em Benchmarking de boas práticas de sustentabilidade, o círculo virtuoso que se estabelece vai além. Esta prática se torna um potente canal de comunicação para prestação de contas e transparência da empresa em relação a questões de sustentabilidade.  A empresa que pratica Benchmarking não se restringe a informar seus resultados (indicadores), mas especialmente como se chegou a eles.  E assim dá um passo a mais no seu diálogo com a sociedade, em especial, com públicos especializados que são críticos por natureza.
Benchmarking só trabalha com a excelência, e esta, é uma conquista diária que exige dedicação, disciplina e principalmente, aperfeiçoamentos técnicos e estratégicos.
Se fizermos o paralelo com os bons exemplos, a situação é a mesma.   Uma pessoa acima da média tem excelência no que faz, e por isto chegou lá e se destacou.  As histórias de personalidades  “acima da média”,  ou se preferir, dos “vencedores” estão repletas de fatos de superação que exigiram muita disciplina, técnica e conhecimento, e superação. E justamente por estes atributos que se tornam referências, com suas histórias e casos de sucesso a nos inspirar e a nos ensinar. 
  
cacadores_praticas_mBenchmarking Brasil: Caçador de Boas Práticas

A história nos apresenta “personalidades” admiradas que até hoje nos inspiram pelos seus exemplos de vida.  Mas se olharmos com pouco mais de atenção notamos que estes “bons exemplos” que permanecem ao longo dos séculos são raros. E esta premissa continua forte e firme nos dias atuais.   Pessoas acima da média (Vencedores) e bons exemplos não se encontram em qualquer esquina.  E o mesmo acontece com os que são reconhecidos como “Benchmarking”, empresas e gestores com excelência em suas boas práticas socioambientais também não se encontra com tanta facilidade assim. 

E aí começa o grande desafio do Programa Benchmarking Brasil que é selecionar e certificar práticas com excelência socioambiental.  Embora o tema “sustentabilidade” tenha ganhado força na ultima década, a “gestão” em si ainda tem um longo caminho pela frente. A área é muito recente dentro dos modelos organizacionais, e as boas práticas nem sempre estão concentradas em um único departamento. Por vocação, as boas práticas sempre permeiam departamentos distintos e agregam profissionais de diferentes formações.  É uma cultura que está ou não internalizada na estratégia de negócio da empresa. As inovações sustentáveis ganham força e os métodos de aferição para tangibilizar resultados estão cada dia mais precisos. Mas ainda são poucas as empresas que estão tratando a sustentabilidade como uma nova fronteira de inovação.

O Programa Benchmarking se tornou um verdadeiro “caçador de boas práticas” para identificar organizações que tenham excelência em práticas de sustentabilidade. Um trabalho árduo de pesquisa e incentivo junto as organizações com potencial de participação no Programa. Embora exista uma pré-disposição para compartilhar indicadores socioambientais, o mesmo não acontece em relação ao detalhamento e modus operandi (práticas e processos) de como se chegou a eles (indicadores). 

Benchmarking Brasil não é convencional e sofre com as visões superficiais de suas atribuições.  A iniciativa se destacou e cresceu porque sempre pensou a sustentabilidade dentro de uma nova lógica de prosperidade e inovação. Quanto mais organizações participam, maior a excelência gerencial e a inteligência coletiva em sustentabilidade.  Mais práticas serão reconhecidas, e mais gestores serão inspirados a adotarem práticas semelhantes.  Maior será o poder de transformação da sociedade em relação aos princípios e diretrizes da sustentabilidade.

Transformação e competitividade

A organização que não persegue a melhoria contínua de suas práticas é uma organização sem futuro.  Quem não tem excelência gerencial é forte concorrente a extinção.  A própria teoria da evolução de Darwin nos ensina que não é o mais forte que sobrevive e sim o que melhor se adapta as mudanças. E mudança é a regra número 1 do mercado. 

As organizações perenes são aquelas que se renovam, se reinventam, e se aperfeiçoam através de suas práticas. São elas (as práticas) que conferem competividade e liderança, responsáveis pela sobrevivência das organizações.  São elas que transformam culturas, redesenham cenários, alternam lideranças e aceleram processos.  Elas (as práticas) são as grandes responsáveis pelas transformações que aceleram o desenvolvimento de países, regiões e segmentos industriais, e que por sua vez,  determinam a evolução da humanidade.  Por isto, a importância de iniciativas como o Programa Benchmarking, e, por isto o privilégio de ser uma “caçadora de boas práticas”.

Marilena Lino de Almeida Lavorato -  Idealizadora e organizadora do Programa Benchmarking Brasil

Sobre o Programa Benchmarking Brasil:

Bench_louro_verde_2016_pO Programa Benchmarking se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com metodologia própria reconhecida pela ABNT, reconhece, certifica e compartilha as melhores práticas socioambientais das instituições brasileiras. Já certificou 339 práticas de 182 instituições de 26 diferentes ramos de atividades. 

Com aproximadamente 200 especialistas de 22 diferentes países participando da comissão técnica, o programa se tornou uma plataforma de inteligência coletiva em sustentabilidade. Hoje, a iniciativa conta com 1 modalidade âncora (Benchmarking Senior) destinado ao público corporativo e 5 modalidades paralelas (Benchmarking Junior, Benchmarking Indicadores, Benchmarking Artes, Benchmarking Pessoas, e Hackathon MAIS) destinado ao público jovem, artistas e personalidades ativistas. Além das organizações, o Programa trabalha com outros públicos para fortalecer o movimento das boas práticas junto a sociedade brasileira.

Todo este conhecimento aplicado produzido pelos especialistas atuantes em sustentabilidade são compartilhados em publicações especializadas e eventos técnicos. Além do Banco Digital de práticas disponível na internet, são 03 livros publicados (BenchMais 1, 2 e 3) e mais de 60 encontros técnicos realizados, além de 11 edições da Revista Benchmarking (versões eletrônica e impressa) que são distribuídas gratuitamente para público interessado nesta temática. 

Em 2013, o Programa foi o grande vencedor, 1o colocado, na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara Brasil Alemanha. Em 13 edições já realizadas construiu e detém o maior banco de boas práticas socioambientais certificadas e com livre acesso do país. É considerado a fotografia da gestão socioambiental brasileira registrando seu nível de maturidade e evolução em sustentabilidade.

A XIV edição do Programa Benchmarking Brasil conta com apoios importantes, tais como: Institucional:  TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) e do IAPMEI – Parcerias para o crescimento do ministério de economia do governo de Portugal. Divulgação: diversos portais e revistas especializadas em sustentabilidade tais como: Envolverde, Pensamento Verde, Acionista, RSOPT (Rede de Responsabilidade Social das Organizações de Portugal), e Revista Meio Ambiente Industrial. Acadêmico: Escolas Profissionalizantes Centro Paula Souza, IFSP e Senai SP, e as Universidades Anhembi Morumbi, Uninove e Mackenzie, parceiros nas modalidades Benchmarking Junior e Hackathon MAIS. 

O XIV Bench Day, ocasião em que se apresenta o Ranking Benchmarking dos legítimos da sustentabilidade 2016 se realizará nos dias 29 e 30 de junho no Hall Nobre e auditório do Tribunal Regional Federal da 3a Região – Av. Paulista, 1842 – 25o andar, em São Paulo/SP. Veja programação do XIV BENCH DAY, Aqui

São Paulo, 08 de Junho de 2016
Assessoria de Imprensa
(11) 3257-9660/  3729-9005
benchmarkingbrasil.com.br

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Legítimos da Sustentabilidade 2016

sou_bench_mao1 (1)
Sai a lista dos cases selecionados para integrar o Ranking Benchmarking 2016

Sustentabilidade restrita ao discurso não pode ser considerada como tal. A sustentabilidade sem práticas não existe. 

Este fundamento é norteador do Programa Benchmarking que certifica práticas com excelência técnica gerencial que comprovam resultados positivos em favor do meio ambiente natural e/ou social. 

Legítimos da sustentabilidade são organizações e gestores que adeptos da transparência, e com a segurança própria de quem faz, submete suas práticas para avaliação de especialistas. Esta é da dinâmica da metodologia do Programa Benchmarking Brasil que é reconhecida pela ABNT. 

Na edição 2016, especialistas de vários países avaliaram e selecionaram organizações e cases para o Ranking Benchmarking 2016 dos detentores das melhores praticas socioambientais do país. São organizações que tratam a sustentabilidade como uma nova fronteira de inovação, e portanto não paralisam seus projetos socioambientais em virtude de crise ou qualquer outro tipo de turbulência.  Entendem a sustentabilidade como uma atitude responsável e competitiva.
  
“O Programa Benchmarking Brasil faz contraponto ao green washing, e; a organização que participa comprova sua coerência e transparência ao submeter seu case de sustentabilidade para avaliação de especialistas de vários países. Apenas os cases que atingem score suficiente (índice técnico) são certificados e reconhecidos pela excelência técnica de suas práticas ”, diz Marilena Lino Lavorato idealizadora do Programa Benchmarking.  

Os cases Benchmarking passam a integrar o maior banco digital de práticas de sustentabilidade certificadas (mais de 350 cases) com livre acesso do país. Também são publicados em livros e revistas especializadas e de gestão, além de apresentados em encontros técnicos.   A seguir, em ordem alfabética, as organizações e cases Benchmarking 2016

selo_vermelho1


XIV RANKING BENCHMARKING 2016

Detentores das Melhores Práticas Socioambientais do País

Ordem Alfabética


ALUMAR - Consórcio de Alumínio do Maranhão 
Ações Ecológicas em Manguezal

Biosev
Programa de Segurança Veicular

Biosev
Prevenção de Incêndio

Cargill Agrícola
Prêmio Cargill Água

CMB - Casa da Moeda do Brasil

Produção Sustentável

CEAGESP - Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo

Reduzindo o desperdício

Caixa Econômica Federal

Projeto Geração de Renda

Copel Geração e Transmissão

Museu: 15 anos de memória, guarda, cultura e história

Dana

Fertirrigação beneficia rio

Fundação Alphaville

Dilema comum ação compartilhada

Fundação Faculdade de Medicina
Devolução de Medicamentos

Fundação Vunesp
Sistema Agroflorestal Rikwil

Furnas
Empresa Educa

Instituto Embratel Claro

Rede+Criança

Itaipu Binacional
Biodiversidade nosso patrimônio

Associação Educacional Labor

Educação para Sustentabilidade

Neoenergia

Programa Diálogo


Modalidade Indicadores: 

Caixa Econômica Federal

Projeto Ilhas de Impressão

Fleury
A Experiência de implantação de uma unidade Sustentável em uma empresa de saúde

Itaipu Binacional

Cultivando Água Boa na Bacia Hidrográfica do Rio Paraná III

Bench_louro_verde_2016_pSobre o Programa Benchmarking Brasil:

O Programa Benchmarking se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com metodologia própria reconhecida pela ABNT, reconhece, certifica e compartilha as melhores práticas socioambientais das instituições brasileiras. Já certificou 339 práticas de 182 instituições de 26 diferentes ramos de atividades. Com aproximadamente 200 especialistas de 22 diferentes países participando da comissão técnica, o programa se tornou uma plataforma de inteligência coletiva em sustentabilidade. 

Hoje, a iniciativa conta com 1 modalidade âncora (Benchmarking Senior) destinado ao público corporativo e 5 modalidades paralelas (Benchmarking Junior, Benchmarking Indicadores, Benchmarking Artes, Benchmarking Pessoas, e Hackathon MAIS) destinado ao público jovem, artistas e personalidades ativistas. Além das organizações, o Programa trabalha com outros públicos para fortalecer o movimento das boas práticas junto a sociedade brasileira.

Todo este conhecimento aplicado produzido pelos especialistas atuantes em sustentabilidade são compartilhados em publicações especializadas e eventos técnicos. Além do Banco Digital de práticas disponível na internet, são 03 livros publicados (BenchMais 1, 2 e 3) e mais de 60 encontros técnicos realizados, além de 11 edições da Revista Benchmarking (versões eletrônica e impressa) que são distribuídas gratuitamente para público interessado nesta temática. Em 2013, o Programa foi o grande vencedor, 1o colocado, na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara Brasil Alemanha. 

Em 13 edições já realizadas construiu e detém o maior banco de boas práticas socioambientais certificadas e com livre acesso do país. É considerado a fotografia da gestão socioambiental brasileira registrando seu nível de maturidade e evolução em sustentabilidade.

A XIV edição do Programa Benchmarking Brasil conta com apoios importantes, tais como: Institucional:  TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) e do IAPMEI – Parcerias para o crescimento do ministério de economia do governo de Portugal. Divulgação: diversos portais e revistas especializadas em sustentabilidade tais como: Envolverde, Pensamento Verde, Acionista, RSOPT (Rede de Responsabilidade Social das Organizações de Portugal), e Revista Meio Ambiente Industrial. Acadêmico: Escolas Profissionalizantes Centro Paula Souza, IFSP e Senai SP, e as Universidades Anhembi Morumbi, Uninove e Mackenzie, parceiros nas modalidades Benchmarking Junior e Hackathon MAIS. 

O XIV Bench Day, ocasião em que se apresenta o Ranking Benchmarking dos legítimos da sustentabilidade 2016 se realizará nos dias 29 e 30 de junho no Hall Nobre e auditório do Tribunal Regional Federal da 3a Região – Av. Paulista, 1842 – 25o andar, em São Paulo/SP.

São Paulo, 06 de Junho de 2016
Assessoria de Imprensa
(11) 3257-9660/  3729-9005
benchmarkingbrasil.com.br

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Benchmarking das Artes – Obras e artistas selecionados em 2016

logo_bench_artesA conexão da arte com a sustentabilidade nesta IV edição estará representada por 5 artistas e obras que serão reconhecidos pelo Programa Benchmarking Brasil, modalidade Artes.

Sobre Benchmarking das Artes:

Em 2012 tivemos o marco zero do Bench das Artes que foi realizado no MASP em São Paulo e abrigou a mostra “Arte que revoluciona, Práticas que transformam” fazendo um paralelo entre os movimentos modernista e ambientalista.  Em 2013 tivemos a 1a edição do Benchmarking das Artes para reconhecer e divulgar o trabalho de artistas que trabalham a sustentabilidade em suas obras, quer seja de forma ativista, empreendedora, educadora ou apenas como forma de expressão. A metodologia de escolha segue a cartilha “Benchmarking” com quesitos a serem pontuados por Juri Técnico, e as obras selecionadas após serem expostas no Bench Day da edição são doadas ao Museu do Parque Ecológico Tietê fazendo parte do acervo permanente do local aberto a visitação pública. Conheça as obras e artistas selecionados em 2016. 


OBRAS & ARTISTAS 2016


DQ_Sem_fundo
DOM QUIXOTE SUSTENTÁVEL
Autor: Claudinei Roberto Nanzi
Título da Obra: Dom Quixote Sustentável
Técnica: Corte, dobradura e modelagem
Descrição da obra:  Escultura feita com garrafas pet, pintura a base de água e a base de sustentação com granilha reaproveitada de material de demolição. Dimensões: 0,46H X 0,18L X 0,12 P metros
Depoimento:  Trabalho com recicláveis há 13 anos. Observando a grande quantidade de garrafas pet caindo dentro de galerias de água pluvial e dos rios, decidi como cidadão e através da arte, criar peças que seriam úteis como material didático na tarefa de conscientização sobre a reutilização de materiais e reciclagem.Mais informações: Mais informações: www.arteco.com.br


Cavalo_sem_fundo
O CAVALO
Autor:  Marcelo Pszybylski
Título da Obra: O Cavalo
Técnica:  Solda Elétrica
Descrição da obra:  Escultura. O material utilizado nas obras, é uma mistura de peças de metal descartadas por: carro, moto, material de construção, serralheria, e outras peças que não identifiquei a origem. Geralmente  utilizo mais de uma cor de tinta para obter   um tom exclusivo  na peça. Essa diversidade de materiais com formas e tamanhos diferentes me  possibilita a liberdade de criação. Dimensões: 0,65H x 1,06L x 0,16P Metros
Depoimento: Há dez anos realizei minha primeira exposição no roll da Prefeitura de Fazenda Rio Grande – PR. Minhas esculturas ficaram expostas por um mês no Teatro de Fazenda Rio Grande. Em 2015 fui convidado para fazer “A Gueisha”, que compôs o Portal na Expo Renault Barigui em Curitiba – PR na Feiarte, Feira  Internacional de Artesanato.  Atualmente as obras estão para exposição e venda no centro histórico de Curitiba.  Mais informações: https://www.facebook.com/groups/1722181484683497/ 


painel_master
PAINEL DECORATIVO ÉTNICO
Autor: Cacá Brasil
Título da Obra: Painel Decorativo Étnico
Técnica: Modelagem em de juta cardada
Descrição da obra: Painel decorativo . Invento flores – Ayana (bela flor) e Daren (nascido na noite). Juta em tela, painel total 1m X 1,40m, juta cardada, jarro e flores. Pigmentos: extrato de nogueira, pó de uva, açafrão, cúrcuma, giz de cera. Elementos desidratados: bambu, haste de palmeira, capim, corda de buriti. Metais: níquel e cobre (utilizados nas bio joias aplicadas, em fibra de juta). Dimensões: 1,40H x 1,00L Metros
Depoimento: Como uma apaixonada que sou, há 15 anos procuro usar elementos da natureza como ponto de partida das minhas criações. Procuro respeitar o manejamento da matéria prima, olhando cada item como uma jóia rara. Por conta da necessidade de inovação nas artes, desenvolvi uma técnica de trabalho com a fibra da juta, ou juta cardada, que me possibilita produzir trabalhos de modelagem, escultura, telas, acessórios, bio joias, utilitários, entre outros. Mais informações:  www.ecocabana.com.br 



ArtistaDaniel_Alta_editada
PERSÉFONE
Autor: Daniel Neiva Leme
Título da Obra: Perséfone
Técnica: Quinta matéria
Descrição da obra: Escultura composta por materiais recicláveis como garrafa, sacos plásticos, peças e pedaços de caixas plásticas, brinquedos usados, papelão, cola quente, tinta de tecido, glitter, entre outros. Dimensões: 0,70H x 0,35L x 0,31P Metros
Depoimento: Trabalho com arte reciclável há 20 anos. Como escultor, participei da exposição VELOCULT, tenho esculturas e desenhos expostos em galerias importantes como a STILOGRAF, além de ser parceiro e moldador do célebre artista plástico argentino Roberto Vivas. Sou poeta e marionetista, cordelista com dois títulos lançados pelo selo BONECAS VIVAS e parceiro com seus cursos e eventos do renomado Instituto Cultural Caio Santos (INCCAS). Mais informações: https://www.facebook.com/Quintamateria/


Tatu_sem_fundo_edit

TATU BOLA
Autor: Jota Azevedo
Título da obra: Tatu Bola
Técnica:  Montagem e Colagem
Descrição da obra: Escultura em quadro. Metareciclagem, desenvolvido com resíduos tecnológicos e recicláveis. Base de monitor, mouse, headphone, placa mãe, fios e componentes de impressora. Dimensões: 0,49H x 0,48L x 0,9P Metros
Depoimento:  Há 13 anos combino diferentes materiais reciclados e resíduos tecnológicos para criar várias obras de arte, sempre com a ideia de passar ao mundo através de exposições, oficinas e palestras, que tudo pode ser reaproveitado, evitando o lixo no meio ambiente.  Mais informações: http://jotazevedo.blogspot.com.br/2012/01/lixo-no-chao-nao.html 

Sobre o Programa Benchmarking Brasil:

Bench_louro_verde_2016_pO Programa Benchmarking se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com metodologia própria reconhecida pela ABNT, reconhece, certifica e compartilha as melhores práticas socioambientais das instituições brasileiras. Já certificou 339 práticas de 182 instituições de 26 diferentes ramos de atividades. 

Com aproximadamente 200 especialistas de 22 diferentes países participando da comissão técnica, o programa se tornou uma plataforma de inteligência coletiva em sustentabilidade. Hoje, a iniciativa conta com 1 modalidade âncora (Benchmarking Senior) destinado ao público corporativo e 5 modalidades paralelas (Benchmarking Junior, Benchmarking Indicadores, Benchmarking Artes, Benchmarking Pessoas, e Hackathon MAIS) destinado ao público jovem, artistas e personalidades ativistas. Além das organizações, o Programa trabalha com outros públicos para fortalecer o movimento das boas práticas junto a sociedade brasileira.

Todo este conhecimento aplicado produzido pelos especialistas atuantes em sustentabilidade são compartilhados em publicações especializadas e eventos técnicos. Além do Banco Digital de práticas disponível na internet, são 03 livros publicados (BenchMais 1, 2 e 3) e mais de 60 encontros técnicos realizados, além de 11 edições da Revista Benchmarking (versões eletrônica e impressa) que são distribuídas gratuitamente para público interessado nesta temática. 

Em 2013, o Programa foi o grande vencedor, 1o colocado, na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara Brasil Alemanha. Em 13 edições já realizadas construiu e detém o maior banco de boas práticas socioambientais certificadas e com livre acesso do país. É considerado a fotografia da gestão socioambiental brasileira registrando seu nível de maturidade e evolução em sustentabilidade.

A XIV edição do Programa Benchmarking Brasil conta com apoios importantes, tais como: Institucional:  TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) e IAPMEI – Parcerias para o crescimento do ministério de economia do governo de Portugal. Divulgação: diversos portais e revistas especializadas em sustentabilidade tais como: Envolverde, Pensamento Verde, Acionista, RSOPT (Rede de Responsabilidade Social das Organizações de Portugal), e Revista Meio Ambiente Industrial. Acadêmico: Escolas Profissionalizantes Centro Paula Souza, IFSP e Senai SP, e as Universidades Anhembi Morumbi, Uninove e Mackenzie, parceiros nas modalidades Benchmarking Junior e Hackathon MAIS. O XIV Bench Day, ocasião em que se apresenta o Ranking Benchmarking dos legítimos da sustentabilidade do ano se realizará nos dias 29 e 30 de junho no Hall Nobre e auditório do Tribunal Regional Federal da 3a Região – Av. Paulista, 1842 – 25o andar, em São Paulo/SP.

São Paulo, 01 de Junho de 2016
Assessoria de Imprensa
(11) 3257-9660/  3729-9005
benchmarkingbrasil.com.br

terça-feira, 31 de maio de 2016

Benchmarking para jovens talentos das inovações verdes

bench_inova_pNa semana do meio ambiente, o Programa Benchmarking Brasil divulga a lista dos projetos e aplicativos que foram selecionados para o Ranking 2016 dos legítimos da sustentabilidade nas modalidades dirigidas ao público jovem: Benchmarking Junior e Hackathon Mais da Sustentabilidade. Na próxima semana, o programa divulgará a lista dos cases Benchmarking da modalidade Senior (empresas e instituições) que foram selecionados por especialistas de 5 diferentes países: Brasil, Chile, Estados Unidos, Portugal, e Suécia. 

A principal motivação do Programa Benchmarking Brasil sempre foi trabalhar com Exemplos que educam e Práticas que transformam. Com 6 modalidades diferentes, o programa Benchmarking se tornou uma verdadeira plataforma de inteligência coletiva em sustentabilidade. Abaixo a lista dos projetos e aplicativos das modalidades Junior e Hackathon, selecionados na edição 2016

Benchmarking Junior
img4fcdfe9a00bf9
Criado em 2012 com a finalidade de reconhecer e divulgar os jovens talentos das inovações verdes. Em parceria com escolas técnicas profissionalizantes, Benchmarking Junior apresenta o Ranking dos melhores projetos de sustentabilidade de alunos do nível médio das escolas parceiras. Conheça os projetos que foram selecionados pelo Jurí Técnico (ordem alfabética). O Ranking será conhecido no XIV Bench Day em 30/06


Alfa Projeto
Instituição de Ensino
B Bloco Ecológico - Entulho Civil e Bagaço de Cana ETE Getúlio Vargas
C Casca de Arroz SENAI Mauá
P PROAD - Projeto Armário para Deficientes Escola SENAI "Almirante Tamandaré"
S SIMECHR - Sistema de Monitoramento Eletrônico e Comando Hídrico Residencial Escola SENAI "Jorge Mahfuz"
S STAC-IBR: Solução para o tratamento de água nas cisternas instaladas no Brasil  ETEC Bento Quirino

logo_inicial_PHackathon Mais da Sustentabilidade:

Criado em 2015 para inclusão do público universitário no grande diálogo da sustentabilidade.  Jovens designers e programadores  urbanos regularmente matriculados em uma das instituições parceiras e apoiadoras da iniciativa participam da maratona de hackers para promover o desenvolvimento de projetos que visem a transparência de informações públicas por meio de tecnologias digitais. Abaixo os aplicativos selecionados pelo Jurí Técnico (ordem alfabética) na edição 2016. O Ranking será conhecido no XIV Bench Day em 30/06

Alfa Aplicativo Instituição de Ensino
B Banco Imobiliário de Resíduos  Universidade 9 de Julho
C Cadê o Óleo? Escola Senai "Antonio Souza Noschese"
F Foto Lixo Universidade Anhembi Morumbi
G Green Maps Escola Senai "Antonio Souza Noschese"
R ReciclApp  Universidade Presbiteriana Mackenzie

Sobre o Programa Benchmarking Brasil:
Bench_louro_verde_2016_pO Programa Benchmarking se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com metodologia própria reconhecida pela ABNT, reconhece, certifica e compartilha as melhores práticas socioambientais das instituições brasileiras. Já certificou 339 práticas de 182 instituições de 26 diferentes ramos de atividades. Com aproximadamente 200 especialistas de 22 diferentes países participando da comissão técnica, o programa se tornou uma plataforma de inteligência coletiva em sustentabilidade. 

Hoje, a iniciativa conta com 1 modalidade âncora (Benchmarking Senior) destinado ao público corporativo e 5 modalidades paralelas (Benchmarking Junior, Benchmarking Indicadores, Benchmarking Artes, Benchmarking Pessoas, e Hackathon MAIS) destinado ao público jovem, artistas e personalidades ativistas. Além das organizações, o Programa trabalha com outros públicos para fortalecer o movimento das boas práticas junto a sociedade brasileira.
Todo este conhecimento aplicado produzido pelos especialistas atuantes em sustentabilidade são compartilhados em publicações especializadas e eventos técnicos. Além do Banco Digital de práticas disponível na internet, são 03 livros publicados (BenchMais 1, 2 e 3) e mais de 60 encontros técnicos realizados, além de 11 edições da Revista Benchmarking (versões eletrônica e impressa) que são distribuídas gratuitamente para público interessado nesta temática. Em 2013, o Programa foi o grande vencedor, 1o colocado, na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara Brasil Alemanha. 

Em 13 edições já realizadas construiu e detém o maior banco de boas práticas socioambientais certificadas e com livre acesso do país. É considerado a fotografia da gestão socioambiental brasileira registrando seu nível de maturidade e evolução em sustentabilidade.

A XIV edição do Programa Benchmarking Brasil conta com apoios importantes, tais como: Institucional:  TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) e do IAPMEI – Parcerias para o crescimento do ministério de economia do governo de Portugal. Divulgação: diversos portais e revistas especializadas em sustentabilidade tais como: Envolverde, Pensamento Verde, Acionista, RSOPT (Rede de Responsabilidade Social das Organizações de Portugal), e Revista Meio Ambiente Industrial. Acadêmico: Escolas Profissionalizantes Centro Paula Souza, IFSP e Senai SP, e as Universidades Anhembi Morumbi, Uninove e Mackenzie, parceiros nas modalidades Benchmarking Junior e Hackathon MAIS. O XIV Bench Day, ocasião em que se apresenta o Ranking Benchmarking dos legítimos da sustentabilidade do ano se realizará nos dias 29 e 30 de junho no Hall Nobre e auditório do Tribunal Regional Federal da 3a Região – Av. Paulista, 1842 – 25o andar, em São Paulo/SP.

São Paulo, 31 de Maio de 2016
Assessoria de Imprensa
(11) 3257-9660/  3729-9005
benchmarkingbrasil.com.br

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Mar Vermelho e Mar Azul da Sustentabilidade

blue-ocean-strategy
Se a sustentabilidade com seus fundamentos e diretrizes apontam soluções que representam uma ruptura com os velhos moldes de pensar e agir das organizações (e pessoas), então  temos que resgatar a estratégia do "mar vermelho" e "mar azul"  dos autores W. Chan Kim e Renée Mauborgne  do livro A Estratégia do Oceano Azul

Nesta obra, seus autores destacam que em se tratando de estratégias de mercado, o pensamento convencional e resistente não é  o melhor dos mundos, pelo contrário. Quando perdemos nossa curiosidade, perdemos junto a capacidade para olhar ao nosso redor, e navegar em novos oceanos (mercados).

No livro, os autores ilustram este pensamento da seguinte forma "mar vermelho" é onde a maioria das organizações se encontram brigando por um lugar ao sol, dividindo comida e espaço.  Já o "mar azul" é límpido e inexplorado, sem grandes perigos, com muita comida, espaço e a espera de seu desbravador. 

Resumo: ao invés da luta sangrenta no “oceano vermelho” da competição nos moldes conhecidos, porque não pensamentos e estratégias novas para desbravar “oceanos azuis” de espaços inexplorados de mercado.

A sustentabilidade é o mar azul que nem todos viram ainda porque estão muito ocupados com o mar vermelho. Não entendem que o mar vermelho ficará cada vez mais vermelho e a unica saída será o mar azul que a cada dia recebe novos players.

A travessia do "velho modus operandi" para o "novo modus operandi" da sustentabilidade já iniciou

bluevsred

A migração do “velho modus operandi” para o “novo modus operandi” da sustentabilidade já iniciou. 

Organizações que tratam a sustentabilidade como uma nova fronteira de inovação colhem frutos e inspiram outras na mesma direção. 

Isto sem falar das organizações que surgiram para atender demanda específicas com atividades fins em sustentabilidade - produção de energia renovável, reciclagem de resíduos, redução das emissões, entre outros. O Programa Benchmarking Brasil do alto de seus quase 15 anos está aí para comprovar esta tendência. 

Mas é certo que ainda existem um grande número de organizações que insistem em continuar no mar vermelho e não ver as oportunidades do mar azul.  Em algum momento, parte delas acordarão. Outras talvez não tenham a mesma sorte e tempo.

Bench_louro_verde_2016_p Sobre o Programa Benchmarking Brasil:

O Programa Benchmarking se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com metodologia própria reconhecida pela ABNT, reconhece, certifica e compartilha as melhores práticas socioambientais das instituições brasileiras. Já certificou 339 práticas,  de 182 instituições de 26 diferentes ramos de atividades. 

Com aproximadamente 200 especialistas de mais de 22 diferentes países participando da comissão técnica, o programa se tornou uma plataforma da inteligência coletiva em sustentabilidade. Hoje, a iniciativa conta com 1 modalidade âncora (Benchmarking Senior) e 5 modalidades paralelas (Benchmarking Junior, Benchmarking Indicadores, Benchmarking Artes, Benchmarking Pessoas, e Hackathon da Sustentabilidade). Além das organizações, trabalha também com outros públicos para fortalecer o movimento das boas práticas junto a sociedade brasileira.

Todo este conhecimento aplicado produzido pelos especialistas atuantes em sustentabilidade são compartilhados em publicações especializadas e eventos técnicos. Além do Banco Digital de práticas disponível na internet, são 03 livros publicados e mais de 60 encontros técnicos realizados, além de 11 edições da Revista Benchmarking.

Em 2013, o Programa foi o grande vencedor, 1o colocado, na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara Brasil Alemanha. 

Em 13 edições já realizadas construiu e detém o maior banco de boas práticas socioambientais certificadas e com livre acesso do país. É considerado a fotografia da gestão socioambiental brasileira registrando seu nível de maturidade e evolução em sustentabilidade.

A XIV edição do Programa Benchmarking Brasil conta com o apoio institucional do TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) e do IAPMEI – Parcerias para o crescimento do ministério de economia do governo de Portugal, e com o apoio de divulgação de diversos portais especializados em sustentabilidade, e também mantém parceria com as escolas profissionalizantes Centro Paula Souza, IFSP e Senai SP,  e com as universidades Anhembi Morumbi, Uninove e Mackenzie nas modalidades Benchmarking Junior e Hackathon MAIS, respectivamente. O XIV Bench Day para apresentar o Ranking Benchmarking dos legítimos da sustentabilidade em 2016 será conhecido nos dias 29 e 30 de junho no Hall Nobre do Tribunal Regional da 3a Região – Av. Paulista, 1842 – 25o andar, em São Paulo/SP.

São Paulo, 18 de Maio de 2016
Assessoria de Imprensa
(11) 3257-9660/  3729-9005
benchmarkingbrasil.com.br

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Sustentabilidade - Presente e Futuro

O termo sustentabilidade traz no seu DNA o futuro. Trabalha-se para não comprometer o futuro das próximas gerações, o futuro dos recursos naturais, o futuro da segurança social e econômica, o futuro do futuro.  

E o nosso futuro comum sempre será resultado das nossas práticas presentes. 

Talvez por isto, a sustentabilidade tenha muitos simpatizantes e poucos praticantes.  Todos sonham com um futuro melhor, mas poucos conseguem realiza-lo com o êxito que se espera. Entre a intenção e a realização há uma distância enorme, e como diz o ditado, de boa intenção o inferno está cheio. 

A regra do mercado é implacável para com seus “Players”, e esteja certo, inclui a variável socioambiental. E poucos ainda se deram conta disto. Pensam e agem da mesma forma de décadas atrás. Argumentam que se deu certo até aqui, dará certo daqui para frente. Mas a fila anda, o tempo muda e as lideranças se alternam. O mercado não é estático, e a inovação conta.

EMPRESAS INTELIGENTES TRATAM A SUSTENTABILIDADE COMO UMA NOVA FRONTEIRA DE INOVAÇÃO 

backdrop_bench_inova Mas nem tudo está perdido, e as empresas inteligentes estão tratando a sustentabilidade como uma nova fronteira de inovação.  Ganham dinheiro e geram valor a sociedade. Provam que sustentabilidade e competitividade não são excludentes, pelo contrário, são complementares. 

Hoje, mesmo com a crise que vive o país, estas empresas não sacrificam investimentos nesta área porque já conhecem seus benefícios, e sabem que a sustentabilidade dá bons resultados. 

Mas é necessário dizer as organizações imediatistas que abortam seus projetos e desativam áreas que a sustentabilidade não traz resultados imediatos. Que não esperem por milagres ou mágicas. O resultado virá, mas no seu devido tempo (cada projeto tem seu tempo de maturação e retorno). 

Empresas que hoje colhem frutos nesta área, investiram em corpo técnico e novas tecnologias nos últimos anos. Aprenderam que a sustentabilidade é um bom negócio visto sob a ótica da inovação e melhoria contínua. Melhoraram seus indicadores na área da energia, dos recursos hídricos, dos resíduos, das emissões, da comunicação socioambiental, entre outros.  E isto significa, se tornaram mais competitivos e ganharam mais. 

O Programa Benchmarking Brasil nos seus quase 15 anos de atuação, certificou mais de 300 práticas sustentáveis em 10 áreas gerenciais. Hoje possui o maior banco digital de práticas certificadas do país disponível na internet. Neste período, mais de 180 organizações tiveram cases Benchmarking, o que prova que a sustentabilidade é um bom negócio para quem a trata como uma nova fronteira de inovação e competitividade.

Bench_louro_verde_2016_pSobre o Programa Benchmarking Brasil:

O Programa Benchmarking se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com metodologia própria reconhecida pela ABNT, reconhece, certifica e compartilha as melhores práticas socioambientais das instituições brasileiras. Já certificou 339 práticas,  de 182 instituições de 26 diferentes ramos de atividades. 

Com aproximadamente 200 especialistas de mais de 22 diferentes países participando da comissão técnica, o programa se tornou uma plataforma da inteligência coletiva em sustentabilidade. Hoje, a iniciativa conta com 1 modalidade âncora (Benchmarking Senior) e 5 modalidades paralelas (Benchmarking Junior, Benchmarking Indicadores, Benchmarking Artes, Benchmarking Pessoas, e Hackathon da Sustentabilidade). Além das organizações, trabalha também com outros públicos para fortalecer o movimento das boas práticas junto a sociedade brasileira. 

Todo este conhecimento aplicado produzido pelos especialistas atuantes em sustentabilidade são compartilhados em publicações especializadas e eventos técnicos. Além do Banco Digital de práticas disponível na internet, são 03 livros publicados e mais de 60 encontros técnicos realizados, além de 11 edições da Revista Benchmarking. 

Em 2013, o Programa foi o grande vencedor, 1o colocado, na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara Brasil Alemanha. Em 13 edições já realizadas construiu e detém o maior banco de boas práticas socioambientais certificadas e com livre acesso do país. É considerado a fotografia da gestão socioambiental brasileira registrando seu nível de maturidade e evolução em sustentabilidade. 

A XIV edição do Programa Benchmarking Brasil conta com o apoio institucional do TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) e do IAPMEI – Parcerias para o crescimento do ministério de economia do governo de Portugal, e com o apoio de divulgação de diversos portais especializados em sustentabilidade, e também mantém parceria com as escolas profissionalizantes Centro Paula Souza, IFSP e Senai SP,  e com as universidades Anhembi Morumbi, Uninove e Mackenzie nas modalidades Benchmarking Junior e Hackathon MAIS, respectivamente. O XIV Bench Day para apresentar o Ranking Benchmarking dos legítimos da sustentabilidade em 2016 será conhecido nos dias 29 e 30 de junho no Hall Nobre do Tribunal Regional da 3a Região – Av. Paulista, 1842 – 25o andar, em São Paulo/SP.   

São Paulo, 11 de Maio de 2016 
Assessoria de Imprensa 
(11) 3257-9660/  3729-9005 
benchmarkingbrasil.com.br

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Benchmarking Brasil - Muito mais que um Selo de Sustentabilidade

obvio_assim

Há quase um século atrás, o dramaturgo e poeta alemão Bertolt Brecht perguntava:  "Que tempos são estes, em que temos que defender o óbvio?".  O século virou há 16 anos, mas a reflexão é atual para as boas práticas socioambientais. 

É óbvio e racional os benefícios das boas práticas socioambientais, e todos são favoráveis a elas. Mas na prática, sabemos que não é bem assim. A sustentabilidade é um valor que deve permear as ações estratégicas e operacionais da organização. É lógico que temos departamentos específicos como Meio Ambiente ou Responsabilidade Social, mas eles são entendidos como “áreas de suporte”, ou seja, áreas “meio” e não áreas “fim”.  E aí começa o conflito que determina a realidade de cada organização.  Tal fato faz com que nem todas organizações sejam legítimas em seus discursos de sustentabilidade. Seus discursos não sobrevivem a um olhar mais critico de profissionais especializados.  

Desde o século passado o mundo corporativo fala em sustentabilidade, mas não coloca em prática com o mesmo vigor o discurso que divulga em publicações de fino acabamento gráfico e/ou na publicidade institucional.  As boas práticas (a realidade socioambiental) ainda estão restritas a poucas organizações líderes. 


Legítimos da Sustentabilidade

Legitimidade é quando a organização prova que faz o que fala. Não apenas nos relatórios e publicações ou em suas comunicações institucionais. Mas principalmente para uma comunidade de especialistas e/ou ativistas com domínio e visão critica sobre sustentabilidade. E que tenha capacidade técnica para identificar a excelência, ou a sua falta nos modus operandi das práticas adotadas. 

Mas nem tudo está perdido. A boa noticia é que tanto as organizações legítimas com excelência em sua boas práticas, assim como a comunidade de especialistas com domínio e visão critica existem. Existem e realizam um trabalho consistente de inteligência coletiva em sustentabilidade no Programa Benchmarking Brasil, há exatos 15 anos.  São eles que com metodologia reconhecida pela ABNT, selecionam, certificam e compartilham as boas práticas socioambientais dos legítimos da sustentabilidade em nosso país. 


Bench_louro_verde_2016_pSobre o Programa Benchmarking Brasil: 

O Programa Benchmarking se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com metodologia própria reconhecida pela ABNT, reconhece, certifica e compartilha as melhores práticas socioambientais das instituições brasileiras. Já certificou 339 práticas,  de 182 instituições de 26 diferentes ramos de atividades. Com aproximadamente 200 especialistas de mais de 22 diferentes países participando da comissão técnica, o programa se tornou uma plataforma da inteligência coletiva em sustentabilidade. 

Hoje, a iniciativa conta com 1 modalidade âncora (Benchmarking Senior) e 5 modalidades paralelas (Benchmarking Junior, Benchmarking Indicadores, Benchmarking Artes, Benchmarking Pessoas, e Hackathon da Sustentabilidade). Além das organizações, trabalha também com outros públicos para fortalecer o movimento das boas práticas junto a sociedade brasileira. Todo este conhecimento aplicado produzido pelos especialistas atuantes em sustentabilidade são compartilhados em publicações especializadas e eventos técnicos. Além do Banco Digital de práticas disponível na internet, são 03 livros publicados e mais de 60 encontros técnicos realizados, além de 11 edições da Revista Benchmarking. 

Em 2013, o Programa foi o grande vencedor, 1o colocado, na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara Brasil Alemanha. Em 13 edições já realizadas construiu e detém o maior banco de boas práticas socioambientais certificadas e com livre acesso do país. É considerado a fotografia da gestão socioambiental brasileira registrando seu nível de maturidade e evolução em sustentabilidade. 

A XIV edição do Programa Benchmarking Brasil conta com o apoio institucional do TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) e do IAPMEI – Parcerias para o crescimento do ministério de economia do governo de Portugal, e com o apoio de divulgação de diversos portais especializados em sustentabilidade, e também mantém parceria com as escolas profissionalizantes Centro Paula Souza, IFSP e Senai SP,  e com as universidades Anhembi Morumbi, Uninove e Mackenzie nas modalidades Benchmarking Junior e Hackathon MAIS, respectivamente. 

O XIV Bench Day para apresentar o Ranking Benchmarking dos legítimos da sustentabilidade em 2016 será conhecido nos dias 29 e 30 de junho no Hall Nobre do Tribunal Regional da 3a Região - Av. Paulista, 1842 - 25o andar, em São Paulo/SP.   

São Paulo, 04 de Maio de 2016 
Assessoria de Imprensa 
(11) 3257-9660/  3729-9005 
benchmarkingbrasil.com.br