quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Programa Visão Social entrevista Marilena Lavorato idealizadora do Programa Benchmarking Brasil

Logo_fotografia_sloganA trajetória das boas práticas socioambientais no Brasil
...... 
Nesta 5a feira, 19/02, as 13h, na Radio da Universidade UFRGS do Rio Grande do Sul - AM 1080, Marilena Lavorato do  I+ fala sobre a trajetória das boas práticas de sustentabilidade no Brasil. Marilena Idealizou o programa Benchmarking Brasil que já certificou mais de 300 cases Benchmarking. 

Este ano o programa realiza sua 13a edição e lança o 3o volume da série BenchMais, as Melhores Práticas da Gestão Socioambiental do Brasil.
BenchMais3 terá uma coletânea de artigos assinados por expoentes do cenário nacional e internacional da área socioambiental e o resumo dos cases Benchmarking certificados nas ultimas 4 edições. 

O lançamento ocorrerá no XIII Dia Benchmarking onde se apresentará o Ranking dos melhores da Sustentabilidade de 2015, no dia 02 de julho, no auditório do Tribunal Regional Federal da 3a Região - TRF3, na Av. Paulista, 1842 - Torre Norte - 25o andar, em São Paulo/SP. 

Como foi sendo desenhado a inserção desta área nas organizações e como deu certo a parceria do 2o com o 3o setor nesta área. Como exemplo, a dupla MAIS Projetos - uma consultoria especializada em boas  práticas socioambientais com o Instituto MAIS, uma ONG especializada em comunicação e educação socioambiental.  

Clique na imagem abaixo para ouvir a entrevista que foi transmitida pela Radio UFRGS no dia 19/02 as 13h no site www.ufrgs.br/radio   E, no dia 24/02, as 10h40 a entrevista será retransmitida pela Radio Tom Social de São Paulo no site  www.radiotomsocial.org.br
.......
visao_social

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Benchmarking Brasil Calendário 2015

logo_benchmarking_brasil_site

Junte se aos melhores da sustentabilidade 

A 13ª edição está excelente e com muitas inovações em seu calendário. Empresas e gestores com boas práticas podem inscrever seus cases de sustentabilidade para o Ranking Benchmarking 2015 até 31 de Março 

  1) Lançamento do livro BenchMais3 com participações especiais.


Livros
BenchMais, é uma obra didática de gestão e referência técnica, que nos 2 primeiros volumes contou com o prefácio de Paulo Nogueira Neto (primeiro secretário com status de ministro do meio ambiente do Brasil) e Izabella Teixeira (atual ministra do meio ambiente do Brasil), além de 14 artigos de especialistas renomados.

O terceiro volume da série , BenchMais3 reunirá artigos assinados por especialistas e lideranças atuantes na área socioambiental com expressão nacional e internacional, além dos 113 resumos do cases certificados nas 4 ultimas edições do Programa Benchmarking Brasil (2001-2014), e a ficha técnica dos 198 cases certificados nas edições anteriores.


  2) Metodologia Benchmarking com o reconhecimento ABNT.  

img_metodologia_abntA metodologia do Programa Benchmarking Brasil compreende regras e fundamentos para a transparência e credibilidade do processo. Foi sendo aprimorada a cada nova edição por especialistas e integrantes da comissão técnica. Compreende critérios para composição da comissão técnica, para inscrições e avaliações dos cases, para pontuações e definição do ranking das empresas e instituições Benchmarking e também para o compartilhamento de todo este conhecimento socioambiental aplicado que é selecionado e organizado em um banco de práticas com livre acesso na internet e na série BenchMais com 3 volumes. A metodologia conquistou o reconhecimento da ABNT Certificadora que declarou ser a mesma dotada de critérios que conferem precisão e confiabilidade dotados de princípios elevados de isenção, imparcialidade, transparência e credibilidade, no processo de seleção e certificados dos cases Benchmarking.

 3) Encontros técnicos com cases Benchmarking


enqueteEm 2015 teremos 5 Encontros Técnicos abertos e gratuitos com a participação de pesquisadores, especialistas e lideranças convidadas para exposição em conjunto com gestores dos cases Benchmarking que foram certificados em 2014 e que sejam convergentes com os temas apontados por enquete realizada com gestores Benchmarking e profissionais atuantes na área. Serão 10 palestrantes convidados e 10 cases Benchmarking compartilhados. Os encontros são sempre realizados na ultima 5a feira de cada mês, das 9h as 12h, no auditório da Universidade Anhembi Morumbi, Campus Paulista – Avenida Paulista, 2000 – 15o andar (próximo a estação Consolação do Metrô). É aberto e gratuito e as inscrições são pela internet. Os que comparecerem recebem certificado de participação pela internet. 

  4) Primeiro Hachathon MAIS da Sustentabilidade 



logo_inicial_P
Novas tecnologias que ajudam a construir uma nova consciência e cultura. Em 2015 lançamos Hackathon MAIS de sustentabilidade para inclusão do público jovem no grande diálogo da sustentabilidade.  Jovens designers e programadores regularmente matriculados em uma das instituições parceiras e apoiadoras da iniciativa participam da maratona de hackers para promover o desenvolvimento de projetos que visem a transparência de informações públicas por meio de tecnologias digitais. A organização do Hackathon MAIS  da sustentabilidade é feita pelo Programa BenchMarking Brasil em parceria com o Instituto Mais, e o apoio de organizações parceiras conforme Acordo de Cooperação firmado entre as partes. Em 2015, os aplicativos serão direcionados a área de Recursos Hídricos. As propostas apresentadas devem visar à disseminação de informações educacionais a fim de promover a mobilização da sociedade com foco no uso racional da água. 


louroverde2015_p
Sobre o programa Benchmarking Brasil:  

  Em 12 edições já realizadas, o Programa Benchmarking Brasil se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com uma metodologia estruturada, reconhecida pela ABNT,  e participação de especialistas de vários países, o Ranking Benchmarking define e reconhece os detentores das melhores práticas de sustentabilidade do Brasil. O programa, além do Ranking congrega outras ações de fomento a sustentabilidade como publicações, banco digital de livre acesso, encontros técnicos, feiras e congressos, entre outros. Além de incentivar a busca da melhoria contínua e a adoção das boas práticas nas organizações, o Programa Benchmarking Brasil contribuiu ao longo destes 12 anos de forma efetiva com a construção de massa crítica em sustentabilidade no país. Em 2013, Benchmarking Brasil foi o grande vencedor (1º colocado) na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara de Comércio Brasil Alemanha. Empresas e gestores com boas práticas socioambientais podem inscrever seus cases até 31 de Março. Inscrições, clique AQUI

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Metodologia Benchmarking foi reconhecida

Benchmarking Brasil, agora com o reconhecimento ABNT
slide_programa_benchmarking
Inscrições de cases para o Ranking Benchmarking  até 31 de Março

A metodologia Benchmarking Brasil conquistou o reconhecimento da ABNT Certificadora que declarou ser a mesma dotada de critérios que conferem precisão e confiabilidade no processo de seleção dos cases Benchmarking. 

A declaração da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) encerra dizendo que “Ao longo de todo o processo, o Programa Benchmarking Brasil se reveste integralmente de princípios elevados de isenção, imparcialidade, transparência e credibilidade, materializando uma possibilidade efetiva para que as empresas e instituições partícipes possam demonstrar para a sociedade que são detentoras e promotoras de boas práticas socioambientais“.  Veja Declaração completa AQUI. 

Benchmarking é um processo sistemático e contínuo de avaliação dos produtos, serviços e processos de trabalho das organizações que são reconhecidas como representantes das melhores práticas, com a finalidade de introduzir melhorias na organização e difundir suas técnicas. Dentro desta premissa, o  programa Benchmarking Brasil desenvolveu metodologia própria para seleção, certificação e compartilhamento dos cases Benchmarking de sustentabilidade, reconhecidos pela excelência das práticas adotadas.  "As práticas Benchmarking selecionadas em 2015 terão a certificação de um programa com metodologia reconhecida por órgão consagrado em normas técnicas no país, no caso, a ABNT", informa Marilena Lavorato, organizadora do Programa Benchmarking Brasil.   

Conhecendo uma metodologia inovadora 

img_metodologia_abntE com esta metodologia inovadora e eficaz, em 12 anos de existência, o Programa já certificou e compartilhou 311 práticas de sustentabilidade, reconhecidas como cases Benchmarking. Tornar-se 

“Benchmarking” que na linguagem corporativa significa ser uma referência e um exemplo a ser seguido, não é fácil, não é simples, nem possível para todos. 

Ao observar o Banco de Boas Práticas do Programa, nota se claramente a regularidade e continuidade das organizações em sustentabilidade aplicada, destacando se aquelas que anualmente tiveram folego e competência para emplacar um ou mais cases no Ranking Benchmarking dos detentores das melhores práticas socioambientais do Brasil. 

Benchmarking Brasil é único, e sob medida para empresas e gestores com boas práticas socioambientais

Bench_inspiraO Programa Benchmarking Brasil tem foco no especifico, no detalhe, no “modus operandi”. Os cases são avaliados por especialistas de vários países que pontuam quesitos da pratica sem ter acesso ao nome da organização. Os cases que obtém índice técnico (pontuação igual ou superior a 7.1) são considerados “Benchmarking” pela excelência técnica e metodológica com que foram desenvolvidos e implementados pelos seus gestores e pela instituição. Em 12 edições já realizadas, 160 especialistas de 20 diferentes países trabalharam voluntariamente em conformidade com a metodologia do programa para a seleção dos melhores cases de sustentabilidade que integram o Ranking Benchmarking de cada edição, e que depois de aprovados, passam a fazer parte do maior Banco Digital de Práticas de Sustentabilidade com livre acesso na internet do país. 

Os bons exemplos educam e transformam. As boas práticas inspiram e promovem avanços  

Os cases Benchmarking são compartilhados com públicos especializados e formadores de opinião. São apresentados em encontros técnicos, publicados em revistas especializadas e livros de gestão. A série BenchMais já lançou 2 volumes, BenchMais 1 e BenchMais 2. Em 2015 será lançado BenchMais3 com os resumos das práticas certificadas nas ultimas 4 edições: 2011, 2012, 2013 e 2014.  

"Esta é a 13ª edição, e quando olhamos para os cases certificados pelo Programa podemos ver o avanço da gestão socioambiental nas organizações que comprovaram ter excelentes práticas de resíduos, recursos hídricos, emissões, proteção e conservação, ferramentas e políticas de gestão, educação e comunicação socioambiental, entre outras. Benchmarking Brasil se tornou a fotografia da gestão socioambiental brasileira, registrando seus avanços, nível de maturidade e qualidade técnico-gerencial. Mais de 170 organizações já passaram pelo crivo Benchmarking, e submeteram suas práticas a especialistas, pesquisadores e lideranças da área.  Mais do que falar, provaram que possuem boas práticas, na prática. Só quem passa no vestibular da sustentabilidade aplicada, pode ser Benchmarking”, afirma Marilena Lino de Almeida Lavorato, organizadora do Programa Benchmarking Brasil desde sua primeira edição. 

louroverde2015_p  Sobre o programa Benchmarking Brasil:  

Em 12 edições já realizadas, o Programa Benchmarking Brasil se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com uma metodologia estruturada, reconhecida pela ABNT,  e participação de especialistas de vários países, o Ranking Benchmarking define e reconhece os detentores das melhores práticas de sustentabilidade do Brasil. 

O programa, além do Ranking congrega outras ações de fomento a sustentabilidade como publicações, banco digital de livre acesso, encontros técnicos, feiras e congressos, entre outros. Além de incentivar a busca da melhoria contínua e a adoção das boas práticas nas organizações, o Programa Benchmarking Brasil contribuiu ao longo destes 12 anos de forma efetiva com a construção de massa crítica em sustentabilidade no país. 

Em 2013, Benchmarking Brasil foi o grande vencedor (1º colocado) na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara de Comércio Brasil Alemanha. Empresas e gestores com boas práticas socioambientais podem inscrever seus cases até 31 de Março. Inscrições, clique AQUI   

 São Paulo, 11 de Fevereiro de 2015 
 Assessoria de Imprensa  
(11) 3257-9660/  37299005

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Energia e Emissões será tema do próximo encontro técnico I+

26 de Fevereiro 
9h/12h - Paulista, 2000 - 15o andar 
Energia e Emissões - Melhores Práticas 
Especialistas e Cases Benchmarking Certificados em 2014

(*) Se não quiser mais receber informações sobre nossas atividades envie este email para remover@benchmarkingambiental.com.br 

Casa Cheia no primeiro encontro técnico I+ do ano

Resíduos abre programação 2015 do Instituto Mais

José Valverde fazendo sua apresentação no encontro técnico I+  

Por Fernando Novais*

Com uma proposta atual e extremamente relevante para a preservação dos recursos naturais de nosso planeta, através do reaproveitamento de resíduos sólidos, conscientização do uso de nossas fontes primárias de energia, conhecimento sobre a legislação de responsabilidade socioambiental vigente em nosso país, entre outros temas, o Instituto Mais, em parceria com a Mais Projetos, abriu nesta segunda-feira (29/01) o primeiro de cinco encontros técnicos que serão realizados com especialistas, pesquisadores e lideranças, cujas abordagens irão variar de acordo com cada evento em específico.

No primeiro encontro técnico do ano, o assunto debatido foi sobre Resíduos, com as presenças de José Valverde, atual secretário de Meio Ambiente da cidade de Ferraz de Vasconcelos, Francisco Luiz Biazini Filho, membro do Instituto Lixo Zero, e com as apresentações dos cases Benchmarking certificados em 2014: “Rede Resíduo”, apresentado pelo diretor técnico do Sistema Ciclo de Processamentos, Isac Wajc, e “Gestão de Resíduos” da  JBS Ambiental, apresentado pela diretora de Novos Negócios da empresa, Andressa Mello.


No início do evento, a fundadora e presidente do Comitê de Sustentabilidade do Instituto Mais, Marilena Lavorato, anunciou o lançamento do livro BenchMais 3 para julho deste ano, com novos cases certificados pelo Programa Benchmarking Brasil, um dos selos de sustentabilidade mais respeitados do país, cuja metodologia foi reconhecida pela ABNT por sua idoneidade e credibilidade. A publicação reunirá os cases Benchmarking certificados nas ultimas 4 edições (2001 a 2014), e contará com artigos de especialistas e lideranças respeitadas na área. 

Resíduos – desafios e oportunidades para empresas e municípios

Mesa diretora com os palestrantes respondendo perguntas da platéia 

Adotando práticas de destinação e reutilização de seus dejetos e resíduos sólidos, a JBS, maior produtor mundial de carne bovina, ovina e de aves, utiliza o sebo bovino como principal matéria prima para a produção de sabonetes e massa-base, destinando cerca de 200 mil toneladas de produtos a serem comercializados pelas indústrias de cosméticos e higiene e limpeza. Além disso, a JBS também possui também a maior fábrica de biodiesel de sebo bovino do planeta, desenvolvendo uma nova matriz de combustível sustentável.

De acordo com a representante da JBS, Andressa Mello, todos os componentes dos animais são reaproveitados como matéria-prima para outros produtos, não sobrando resquícios para ser descartado em aterros sanitários: “Nós temos que ser criativos para cumprir a legislação, fazer as destinações adequadas e inventar soluções que possam trazer retorno e diminuir os custos. Surgiu, então, a JBS Ambiental, cuja missão é fazer um gerenciamento de resíduos, e, através da rastreabilidade, saber para onde eles vão. Mas, além disso, não queremos apenas destinar. Por meio da reciclagem e da revenda, queremos financiar toda essa operação”, explicou Andressa.

O secretário José Valverde defendeu a criação de políticas de resíduos sólidos para cada município, tendo sempre como referência a legislação nacional e estadual, mas atendendo as demandas locais.

“A cidade de Ferraz de Vasconcelos tem uma política municipal de resíduos sólidos. Uma lei muito moderna, onde nós conseguimos harmonizar tanto com a política nacional quanto com a política do estado de São Paulo. E o que fizemos com a legislação? Retratamos para atender as necessidades locais. Quais são essas necessidades locais? Nós temos um problema de descarte irregular de resíduos vindos da construção civil. Então, nós temos a necessidade local, que necessariamente aponta para que a legislação dê um passo a mais”, argumentou Valverde. Ele também chamou a atenção quanto ao trabalho dos municípios de forma integrada, citando como exemplo o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (CONDEMAT), uma entidade que engloba 11 municípios da Grande São Paulo, criado para atender os anseios de seus integrantes e desenvolver as melhores práticas de desenvolvimento sustentável.

Agenda:

O Programa Benchmarking Brasil está com as inscrições abertas para empresas e gestores com as melhores práticas de sustentabilidade para concorrer ao XIII Ranking Benchmarking. As inscrições podem ser feitas até o dia 31 de março através do site benchmarkingbrasil.com.br

Os cases selecionados serão certificados como “Cases Benchmarking”, e farão parte do maior Banco Digital de Boas Práticas Socioambientais com livre acesso do país, e poderão também fazer parte da grade dos encontros técnicos de 2015. No dia 02 de julho, será conhecido o ranking das melhores práticas socioambientais do país, além do lançamento oficial do livro BenchMais 3.

O próximo encontro técnico será realizado em 26 de fevereiro, com o tema “Energia e Emissões – Melhores Práticas”. O evento contará com as presenças do vereador Gilberto Natalini, idealizador da Conferência PL/Mudanças Climáticas, e de Silvério Catureva, Professor Doutor do curso de Engenharia da Uninove. Os cases Benchmarking serão da Braskem, apresentado por Luiz Carlos Xavier, e do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP), por Rosemeire da Silva Pereira.

Os encontros técnicos recebe o apoio do Curso de Relações Públicas da Escola de Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi que gentilmente cede o espaço para a realização do evento. Também conta com a participação dos voluntários I+. A entrada é gratuita, contudo, é preciso fazer a inscrição através do link http://www.institutomais.com.br/forms/cadastro_eventos.php

Conheça a programação completa com os palestrantes confirmados no link: http://www.institutomais.com.br/sem-categoria/fibops-tecnica-2015/ 










Equipe Voluntários I+ 

*Fernando Novais é jornalista e voluntário do Instituto MAIS

São Paulo, 01 de Fevereiro de 2015

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Vem aí BenchMais3

Resumo das Práticas Certificadas pelo Programa Benchmarking Brasil no período 2011 a 2014

Recursos naturais finitos exigem criatividade infinita e compromisso com a vida em todas as suas dimensões. BenchMais  é  uma  obra  didática  de  gestão  técnica e referência técnica. 

A publicação se tornou uma plataforma de conhecimentos e práticas socioambientais que oferecem não apenas a teoria da gestão responsável, mas uma base de dados com experiências concretas. 

Não é apenas “como fazer”, mas sim, “como está sendo feito” em diversas áreas da gestão e da engenharia sustentável.  

São 12 anos de experiência em gestão socioambiental no Brasil registrados na série BenchMais. 

A série reúne conteúdos do interesse de professores e alunos de cursos profissionalizantes, graduação e pós-graduação.  

Além de gestores, especialistas, pesquisadores, lideranças e empreendedores atuantes na área socioambiental.

A obra será distribuída gratuitamente para bibliotecas de universidades, entidades representativas e empresas Benchmarking. 

BenchMais, é uma obra didática de gestão e referência técnica, que nos 2 primeiros volumes contou com o prefácio de Paulo Nogueira Neto (primeiro secretário com status de ministro do meio ambiente do Brasil) e Izabella Teixeira (atual ministra do meio ambiente do Brasil), além de 14 artigos de especialistas renomados. 

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Benchmarking Brasil 2015 começa hoje

PROGRAMA BENCHMARKING BRASIL ABRE INSCRIÇÕES E APRESENTA SUA COMISSÃO TÉCNICA

Empresas e gestores com boas práticas de sustentabilidade podem inscrever seus cases (práticas) a partir de hoje até 31 de março para concorrer ao XIII Ranking Benchmarking dos detentores das melhores práticas socioambientais do País. Uma vez aprovados (cases que obtiverem índice técnico - pontuação a partir de 7.1) serão certificados como "Cases Benchmarking" e farão parte do maior Banco Digital de Boas Práticas Socioambientais com livre acesso do país. No "Dia Benchmarking, Compartilhar para Crescer" que ocorrerá em 02 de julho, será conhecido o Ranking das melhores práticas socioambientais do país. 

selo_vermelho Já passaram (tiveram cases certificados) pelo crivo Benchmarking, 172 instituições brasileiras atuantes nos 03 setores da economia, e localizadas em 17 diferentes estados do país.  Com uma metodologia inovadora e reconhecida pela ABNT, o Programa Benchmarking já selecionou e certificou 311 cases de boas práticas socioambientais. Os cases são inscritos em 10 categorias gerenciais: Resíduos; Energia, Emissões; Recursos Hídricos e Efluentes; Educação, Informação e Comunicação Socioambiental; Ferramentas e Políticas de Gestão; Manejo e Reflorestamento; Pesquisas Científicas e Desenvolvimento de Novos Produtos; Proteção e Conservação; e Arranjos Produtivos. 

RK_DECADA_CANTONEIRA
Em sua 13ª edição, o Programa Benchmarking Brasil é considerado um dos mais respeitados selos de sustentabilidade do país, pela sua abrangência, transparência e independência.  Presta relevante serviço de utilidade publica na medida que informa a sociedade o "modus operandi" das organizações para com as questões socioambientais, ou seja, mostra a sustentabilidade aplicada no dia a dia da empresa, muito além da teoria e do discurso. Para participar, a empresa deve estar ciente, em concordância, e condições de atender os requisitos do regulamento.

Comissão Técnica 2015 - Nomes relevantes do cenário nacional e participações internacionais 

A comissão técnica responsável pela avaliação das práticas inscritas em 2015 reune especialistas de 06 diferentes países: África do Sul, Estados Unidos, Holanda, Portugal, Reino Unido e Brasil. Estes especialistas pontuarão as práticas sem ter acesso ao nome das organizações. 
  1. Andrea Marandino - Especialista em investimentos sustentáveis na World Wide Fund for Nature (WWF) -  Londres, UK
  2. André Magrinho - Adjunto da Presidência da Fundação AIP – Associação Industrial Portuguesa - Lisboa, Portugal
  3. Aron Zylberman – Membro da Comissão de Estudos de Sustentabilidade para as Empresas – CESE do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa - IBGC
  4. Claudia Terezinha Knies – Coordenadora do Programa de Mestrado Profissional em Administração - Gestão Ambiental e Sustentabilidade (GeAS) da Universidade Nove de Julho - UNINOVE.
  5. Eduardo Shimahara - Professor (contributor) na Youth Initiative Program da Suécia, e Mestrando em Desenvolvimento Sustentável na Universidade de Stellenbosch - Cidade do Cabo, Africa do Sul
  6. Érica Marcos - Coordenadora de frete sustentável global no Smart Freight Centre - Amsterdam, Holanda
  7. Fernando Rei – Professor da Fundação Dom Cabral- FDC e ex Presidente da CETESB – Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental
  8. Guy Ladvocat - Gerente de Certificação da Associação Brasileira de Normas Técnica - ABNT
  9. Homero Santos – Consultor em desenvolvimento sustentável da American Chamber of Commerce de Buenos Aires – AMCHAM, e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - SEBRAE
  10. Izak Kruglianskas - Coordenador do PROGESA - Programa de Gestão Estratégica Socioambiental (FIA/USP)
  11. Karin Vasquez - Especialista em cooperação para o desenvolvimento na sede  do Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento (PNUD) - N.York, USA
  12. Liége Petroni - Chefe da Divisão de Gestão Ambiental da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
  13. Maria Luiza Machado Granziera – Coordenadora do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Direito Ambiental e Internacional da Universidade Católica de Santos
  14. Pedro Ortiz - Diretor da TV USP (Universidade de São Paulo) e Professor universitário na Fundação Cásper Líbero
  15. Rogerio Cunha de Paula - Analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio/MM

TELA_ASSINATURA_FOTOGRAFIASobre o Programa Benchmarking Brasil:

Em 12 edições já realizadas, Benchmarking Brasil se consolidou como um dos mais respeitados Selos de Sustentabilidade do país. Com uma metodologia estruturada (reconhecida pela ABNT) e participação de especialistas de vários países, o programa Benchmarking define e reconhece os detentores das melhores práticas de sustentabilidade do Brasil. Além do Ranking, o programa promove outras ações de compartilhamento e divulgação. São publicações (livro e revista), banco digital de livre acesso na internet, encontros técnicos, entre outros. Além de incentivar a busca da melhoria contínua e a adoção das boas práticas nas organizações, o Programa Benchmarking Brasil contribue para a construção de massa crítica em sustentabilidade no país. Em 2013, Benchmarking Brasil foi o grande vencedor (1º colocado) na categoria Humanidades do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara de Comércio Brasil Alemanha.

São Paulo, 21 de Janeiro de 2015
(11) 3257-9660/ 3729-9005

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Saí o calendário 2015 de encontros técnicos I+

Resíduos abre o calendário
29 de Janeiro - Resíduos: Aspectos legais e melhores práticas 
Especialistas e Cases Benchmarking certificados em 2014
Gratuito com vagas limitadas

EMKT_RESIDUOS_JANEIRO